NOTÍCIAS

03/04/2018
Técnico do ISI Biossintéticos apresenta serviços ao Senai e à indústria do vestuário de MS

O presidente do Sindivest/MS (Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Vestuário, Fiação e Tecelagem de Mato Grosso do Sul), José Francisco Veloso Ribeiro, e os gestores e técnicos do Senai do Estado foram apresentados, nesta segunda-feira (02/04), à estrutura do Instituto Senai de Inovação em Biossintéticos (ISI Biossintéticos), localizado no Rio de Janeiro (RJ). As informações sobre o espaço, instalado no Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil do Senai (Senai Cetiqt), foram repassadas pelo coordenador de inovação em fibras do Instituto, Ricardo Cecci, durante reunião realizada na sede do Senai Empresa, em Campo Grande (MS).  

Na avaliação de José Francisco Veloso, que também é representante da Região Centro-Oeste na direção do Senai Cetiqt, os serviços do ISI Biossintéticos representam novas oportunidade para as indústrias do Estado se tornarem mais competitivas. “Aliados aos serviços e consultorias já oferecidos pelo Sistema Fiems, com o Senai local, além do Sesi, IEL e do ISI Biomassa, que fica em Três Lagoas (MS), o portfólio do ISI Biossintéticos poderá levar novas soluções para as empresas, tornando-as mais estruturadas e preparadas para atender às demandas de mercado”, avaliou.

Para o gerente do Senai Empresa, Rodolpho Mangialardo, a reunião serviu para alinhar possibilidades de parcerias da instituição com o ISI Biossintéticos. “Por meio da cooperação entre as instituições, é possível ocupar espaços em inovação ainda não assumidos ou desenvolvidos pelo Senai de Mato Grosso do Sul”, pontuou.

Segundo o gerente de tecnologia e inovação do Senai, Leandro Schneider, o momento é bastante oportuno para discutir a aproximação entre as instituições. “Mais do que nunca se faz necessário que as empresas para invistam em pesquisa e inovação, de modo a se preparar para as demandas do mercado interno, que segue em plena recuperação. E, tendo o conhecimento das possibilidades de soluções, como as que vimos hoje, podemos transferir para as empresas”, destacou.

Ricardo Cecci explicou que o ISI Biossintéticos vem realizando um estudo para identificar possíveis parceiros para o Instituto e encontrou no Senai de Mato Grosso do Sul grandes possibilidades. “Como o Senai conta com a estrutura do CTV (Centro de Tecnologia do Vestuário), a ideia é aproximar as instituições e desenvolver trabalhos em conjunto”, disse.

Após a reunião para apresentar o ISI Biossintéticos e alinhar ações para a cooperação com o Senai de Mato Grosso do Sul, o próximo passo é visitar indústrias do Estado para mostrar os serviços aos empresários locais. O Instituto oferece soluções em pesquisas, desenvolvimento e inovação com intuito de tornar a indústria têxtil mais tecnológica, atuando nos segmentos de fiação, malharia, confecção, fibras químicas, entre outros.