NOTÍCIAS

13/09/2017
Sindicatos industriais recebem capacitação para atuação articulada com Sistema Fiems

Dando continuidade ao projeto de implantação do modelo de atuação articulada entre as áreas de mercado do Sesi, Senai e IEL com os sindicados industriais nesta terça-feira (12/09) foi a vez dos representantes sindicais das indústrias participarem da capacitação promovida pelo Sistema Fiems em parceria com a CNI (Confederação Nacional da Indústria). O evento, que começou ontem (11/09) e vai até sexta-feira (15/09), tem como objetivo ampliar a oferta de soluções do Sistema Fiems às indústrias e estimular o associativismo.
 
Segundo a gerente-executiva de desenvolvimento associativo da CNI, Camila Cavalcanti, o projeto consiste em uma parceria entre sindicatos industriais e Federação em que todos saem ganhando. “O projeto contempla implantação de alguns processos de operação para fazer com que os sindicatos atuem de forma mais próxima às áreas de mercado e assim consigam levar os produtos do Senai, Sesi, do IEL e da própria federação para as indústrias e também os agentes de mercado ajudem a promover o associativismo”, explicou.
 
 
O presidente do Sindivest/MS, José Francisco Veloso, disse que esse projeto  vai ao encontro das ações de apoio praticadas pelo sindicato e ampliará o 'Programa Sindivest e você - gestão, inovação e negócios" no atendimento às indústrias de confecção e têxtil no estado que já tem a pareceria do sistema Fiems, Sebrae e Cetiqt.
 
Para o presidente do Siams (Sindicato das Indústrias da Alimentação de Mato Grosso do Sul), Sandro Luiz Mendonça, a ação extremamente importante para fortalecer o associativismo. “É uma oportunidade para conhecermos ações de outros Estados para fortalecer o associativismo, principalmente nesse momento em que os sindicatos perderam a contribuição obrigatória. Acredito que a atuação entre o Sistema Fiems e os sindicatos já é bem afinada, mas esse novo modelo vem para agregar ainda mais”, destacou. 
 
Já o presidente do Sindigraf/MS (Sindicato das Indústrias Gráficas do Estado), Julião Gaúna, ressaltou a necessidade de aproximação entre CNI, Federações e os sindicatos industriais. “É importante para que possamos aprender o principal alvo, que são nossos associados, e levar os serviços do Sistema Fiems para que os nossos associados tomem conhecimento do que é oferecido e dessa forma tenhamos a oportunidade de fidelizá-los. Com certeza, a CNI e a Fiems têm feito seu papel principal, que é fomentar a união dos associados”, concluiu.
 
Mais informações 3324-1963