NOTÍCIAS

25/04/2018
Seminário “Moda MS + Competitiva” apresenta soluções para melhorar desempenho da indústria têxtil

Empresários do segmento da indústria têxtil e do vestuário estiveram reunidos, na noite de ontem (24/04), em Campo Grande (MS), para participar do Seminário “Moda MS + Competitiva”, realizado pelo Sebrae/MS, com o apoio do Senai e do Sindivest/MS (Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Vestuário, Tecelagem e Fiação de Mato Grosso do Sul), que trouxe os palestrantes Renato Meirelles, publicitário e pesquisador sobre tendências de consumo, e Luiz Cláudio Leão, consultor em processo produtivo do Senai Cetiqt (Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil), do Rio de Janeiro (RJ).

Segundo o vice-presidente do Sindivest/MS, Antonio Breschigliari Filho, evento veio para atender a uma demanda do segmento do vestuário e têxtil de Mato Grosso do Sul e trouxe soluções direcionadas para aprimorar a gestão e os processos produtivos. “Esse seminário é fruto de uma parceria entre Sindicato, Sebrae e Senai que já é realizado há muito tempo e é muito importante para nos atualizarmos com relação ao que podemos fazer para garantir nossa competitividade e nos manter no mercado”, afirmou.

Na avaliação do gerente do Senai Empresa, Rodolpho Caesar Mangialardo, a parceria com o Sebrae/MS fortalece o ramo da atividade têxtil e melhora de maneira geral a economia. “A vinda desses dois palestrantes força com que a gente tenha a tratativa de melhor qualidade e de melhores condições de trabalho, mas uma metodologia de trabalhar com gestão de pessoas, que é uma defasagem do mercado. Precisamos desenvolver essas pessoas com cursos técnicos, de aprimoramento e aperfeiçoamento”, destacou. 

 

 

Palestras

Ao abrir o seminário, o consultor do Senai Cetiqt, Luiz Cláudio Leão, apresentou a metodologia PUPI - Pequenas Unidades de Produção Inteligente -, que vem sendo desenvolvida há um ano pela instituição em uma empresa de Pernambuco que conta hoje com mil funcionários e que tem apresentado excelentes resultados. 

“Na metodologia PUPI em que atuamos com aquelas pessoas que movem a engrenagem do sistema produtivo, que são as costureiras, e o quanto elas têm de potencial, mas que é adormecido. Vim mostrar que com equipes de alto desempenho, treinadas, orientadas para métodos de trabalho, temos resultados de formas expressivas”, ressaltou. 

Para finalizar o evento, o publicitário Renato Meirelles dividiu com os empresários um pouco das mudanças que aconteceram no comportamento do consumidor nos últimos anos e em especial como ele está se comportando nesse momento pós crise e o impacto disso para a indústria da moda. “Eu acho fundamental poder trazer para os empreendedores daqui de Mato Grosso do Sul um pouco do que as grandes empresas do Brasil têm. Muitas vezes os acessos às pesquisas ficam restritos às grandes confecções, por isso é importante eventos como esses”, reforçou.