NOTÍCIAS

23/03/2018
Programa Apoio Produtivo lança site, entrega relatório e recebe adesões a planos de saúde

Programa Apoio Produtivo - Associativismo Atuante, lançado em agosto do ano passado pelo Sistema Fiems, realizou, nesta quinta-feira (22/03), uma série de ações para fortalecer ainda mais os sindicatos industriais em conjunto com o Sesi, Senai e IEL. Foi lançado o portal do programa, apresentado o levantamento de dados do setor industrial de Aparecida do Taboado e, ainda, foram feitas adesões de 11 sindicatos industriais ao plano de assistência à saúde Capital Saúde.
 
Segundo o presidente da Fiems, Sérgio Longen, nesses tempos de turbulências, é preciso de união de todos os empresários, seguindo na mesma direção. “A retomada do crescimento está aí, de que forma nós podemos nos organizar mais. O associativismo tem buscado essa linha de trabalho e, nessa condição, nós estruturamos um formato de organização mínima no portal da Fiems, onde teremos um link de todos os sindicatos e também dos associados de cada sindicato”, informou.
 
Ele acrescenta que os trabalhos que estão sendo construídos no âmbito do Programa Apoio Produtivo - Associativismo Atuante são de apoio às empresas e aos trabalhadores de cada segmento da indústria em Mato Grosso do Sul. “Todos os nossos serviços serão focados agora para essas empresas associadas e os seus trabalhadores”, garantiu.
 
 
Detalhamento
 
Para o coordenador do Programa Apoio Produtivo, Ulysses Cosenza, o portal vem para facilitar e contribuir com a evolução das empresas, pois reúne em um só endereço eletrônico a possibilidade de se filiar ao sindicato que representa seu segmento de atividade, se atualizar com notícias e conhecer os serviços disponibilizados pelo programa. “O empresário poderá preencher uma ficha de filiação, além de conhecer os cursos de capacitação e educação profissional para os trabalhadores das indústrias associadas”, explicou. 
 
Sobre o plano de saúde, o coordenador acrescentou que é mais um benefício que os sindicatos poderão disponibilizar aos seus associados. Para o presidente do Sindivest/MS (Sindicato das Indústrias do Vestuário, Fiação e Tecelagem), José Francisco Veloso Ribeiro, a gama de serviços disponibilizados pelo programa é uma evolução dos trabalhos do Sistema Fiems para a defesa de interesse das indústrias. 
 
“Esse é mais um esforço da federação em disponibilizar uma estrutura de apoio para melhor atender os sindicatos, oferecendo serviços que ampliam não só a competitividade das indústrias, mas também o acesso aos serviços do Sesi, Senai e IEL. Isso é importantíssimo para as empresas industriais de Mato Grosso do Sul, e fortalece a representatividade dos sindicados de cada setor”, apontou José Francisco Veloso Ribeiro.
 
 
Presidente do Sindiplast/MS (Sindicato das Indústrias Plásticas e Petroquímicas), Zigomar Burille declarou que todas as empresas saem ganhando ao terem acesso a um plano de saúde e serviços do Sesi, Senai e IEL. “Acredito que ao oferecermos o plano de saúde às empresas associadas, todo mundo sai ganhando. Os sindicatos, que têm um diferencial a ofertar, incentivando o associativismo, as empresas, que vão poder oferecer um plano de saúde para os seus funcionários a um preço mais baixo e os funcionários, que não dependerão apenas do SUS”, disse.
 
Para o vice-presidente do Sinduscon/MS (Sindicato Intermunicipal da Indústria da Construção de Mato Grosso do Sul), Alonso Resende do Nascimento, este é o caminho para as entidades representativas lidarem com o fim da contribuição sindical.  “Esse é um grande programa da Fiems porque, com o fim da obrigatoriedade da contribuição sindical, os sindicatos precisam incentivar o associativismo para conseguirem se manter. E o Apoio Produtivo ajuda a divulgar os serviços oferecidos pelos sindicatos e pelo Sistema Indústria, além de oferecer cursos gratuitos de qualificação profissional para as empresas associadas”, finalizou.